Uva sem colhida

O que é ser sustentável no setor vinícola?

março 10, 2021 Nenhum comentário

A Transresind destaca o assunto que está em alta nas pesquisa de sites de buscas pelas empresas, e que envolve o interesse em ser uma marca sustentável. O foco do nosso conteúdo será o setor vinícola, uma vez que o momento é de final de safra na região da Serra Gaúcha.

 

Nos últimos tempos, termos relacionados a sustentabilidade empresarial tem crescido muito nas pesquisas de sites de buscas, demostrando a preocupação dos empresários em tomar conhecimento de processos sustentáveis. Entre os motivos principais para tal preocupação, a Transresind destaca maiores oportunidades para captação de investimentos, além da construção de uma imagem positiva junto aos consumidores.

Foto sustentabilidade

O Plano de Sustentabilidade dos Vinhos do Alentejo, em Portugal, busca fortalecer a proteção ambiental e garantir a longevidade das vinhas e adegas Foto: Divulgação

A construção de uma marca e de uma empresa reconhecida, hoje vai muito além da qualidade e um bom atendimento. O consumidor está optando por marcas que evidenciem o seu posicionamento de amiga do meio ambiente e, isso não significa somente uma posição, mas precisa ser uma cultura e premissa da empresa, mostrando que não se trata de uma atitude momentânea ou de modismo. O cliente está cada vez mais informado e a fidelização cada vez mais difícil.

Segundo o artigo da Revista Engarrafador Moderno (25.02.2021):

“Os consumidores buscam marcas que entreguem muito mais do que boas intenções e sim uma solução aos problemas que impactam diretamente questões como meio ambiente, diversidade, responsabilidade social e outros. Essa atitude contribui diretamente para reputação e construção de uma marca confiável e sólida para o futuro.”

Logo, a sustentabilidade no setor vinícola vai muito além do cuidado com a uva e a terra. O termo sustentabilidade é norteado por três dimensões ou abordagens: a ambiental, que considera os aspectos relacionados aos recursos naturais e os impactos das ações das empresas sobre esses recursos; o econômico, que se refere ao desempenho econômico e financeiro da organização e o bem-estar social do indivíduo e da região onde está inserida; e o social, que visa à equidade de distribuição de renda e redução das desigualdades sociais (CALLADO, 2010).

Tendo em vista essas dimensões, o setor vinícola ainda tem um longo caminho a percorrer para realmente propor uma atitude sustentável, uma vez que as iniciativas estão principalmente voltadas para a questão ambiental, mas as vinícolas já estão trilhando um caminho e iniciando um movimento em prol a sustentabilidade.

+ Leia também: Vinícolas produzem resíduos importantes.

Para exemplificarmos, na dimensão social a sustentabilidade está relacionada ao bem-estar dos funcionários das vinícolas; relacionamento com consumidores, instituições reguladoras e governamentais. A sustentabilidade econômica está associada à viabilidade da terra e do negócio a longo prazo, redução de custos, melhoria da qualidade do vinho e obtenção de certificação.

Mas afinal, o que é ser sustentável no setor vinícola? Primeiro, está ligado as “práticas e instrumentos de gestão ambiental adotadas pelas empresas vitivinícolas na busca de compreender e minimizar os impactos ambientais pertinentes a essa atividade.” (CORREIA, 2015; LOPES, 2015).

O que é ser sustentável no setor vinícola?

A Transresind trabalha com a gestão dos processos de resíduos produzidos pelo setor vinícola.

Entre os pontos que surgem como fundamentais para produzir com sustentabilidade estão:

 

Menor uso de agrotóxicos e pesticidas químicos

Utilização e reutilização consciente da água

Monitoramento da energia com o objetivo de reduzir o consumo

Reduzir desperdícios

Reutilização

Reciclagem

Consciência na utilização de garrafas, embalagens e rótulos

Promover o bem-estar dos funcionários

 

 

Por mais que o setor vinícola ainda possa não estar adotando o fator da sustentabilidade em todas as suas dimensões, entende-se que há um esforço do meio e os protocolos ambientais recomendados são cumpridos. O maior desafio para as vinícolas com certeza está em produzir com sustentabilidade e de forma economicamente viável.

A Transresind auxilia no gerenciamento dos resíduos produzidos pelas vinícolas, com destinação correta, contando com as licenças e certificações que garantem a segurança da coleta, transporte e fim legal, corroborando para um processo sustentável.

Nos siga no Instagram. Clique aqui!

Deixe um comentário