Descarte de efluentes

EFLUENTES DAS INDÚSTRIAS GALVÂNICAS

agosto 31, 2021 Nenhum comentário

Para iniciarmos a abordagem dos resíduos gerados pelos processos das Indústrias Galvânicas, vamos entender onde e como esse processo é realizado, uma vez que estamos falando de indústrias com altíssimo risco de impactos ambientais, em um cenário atual onde é visível a fragilidade do nosso ecossistema.

Algumas indústrias metalúrgicas atuam no setor de galvanoplastia, que consiste no recobrimento de superfícies metálicas, a fim de evitar a corrosão e aumentar, dessa forma, a vida útil do metal em questão.

Utilização de soluções químicas pelas Indústrias Galvânicas

 

Para que esse processo produtivo das galvânicas seja realizado, as indústrias utilizam uma grande quantidade e soluções químicas, entre eles o cianeto, que é toxico para o ser humano e para o meio ambiente, mesmo assim é utilizado com pouco ou nenhuma descriminação ou controle. O uso desses compostos,  faz com que as indústrias desse ramo integrem um grupo responsável pela grande produção de resíduos e geração de efluentes perigosos, o que justifica serem classificadas como “críticas ambientalmente”.

As etapas do processo galvânico incluem o pré-tratamento, tratamento e pós-tratamento:

  • No pré-tratamento ocorre a preparação da superfície da peça por meio mecânico ou químico para que o revestimento tenha uma boa aderência.
  • No tratamento feito através de células eletrolíticas, a peça a ser tratada é ligada ao pólo negativo, tornando-se o cátodo no qual ocorre a deposição do metal de interesse. Ligado ao pólo positivo, estará outro eletrodo, o qual será o ânodo. Além do cátodo e do ânodo é necessário que a solução contenha os íons metálicos a serem depositados sobre o cátodo.
  • No pós-tratamento as peças passam pelo processo de lavagem, secagem, pintura ou envernizamento, embalagem e expedição. (Fonte: Centro Universitário Feevale – 2009)
Modelo de linha da indústria galvânica

Modelo de Linha Galvânica

+ Leia também: Vantagens da Gestão de Resíduos

Efluentes gerados pelas Indústrias Galvânicas

 

Em todas as etapas, as peças metálicas devem passar por diversas imersões com o uso de água, o que gera uma quantidade significante de efluentes líquidos e que contém uma grande concentração de metais pesados. A atenção e cuidado com esse efluente é onde está a maior preocupação pois, se descartado de forma incorreta, causará irreversíveis danos ao planeta.

Os resíduos com metais pesados das galvânicas podem contaminar corpos d’água, ar, lençóis freáticos e animais que vivem no meio aquático. Estas substâncias são bioacumulativas, isto é, se acumulam no organismo de um modo contínuo. (Fonte: Ambsience)

Além dos resíduos líquidos, um dos resíduo sólido característico da atividade galvânica é o lodo galvânico, proveniente dos resíduos removidos das peças, como tinta e solda, camadas se óxidos, poeira e ferrugem.

Descarte de efluentes das Indústrias Galvânicas

Os efluentes das Indústrias Galvânicas atingem principalmente o sistema aquático, afetando a vida dos animais e consequentemente a do ser humano

 

Diante disso, essas questões despertam uma atenção especial. Tais resíduos geralmente são estocados nas empresas, criando um preocupante passivo ambiental. A fim de minimizar os riscos, é necessário que as indústrias galvânicas tenham uma gestão adequada dos seus efluentes, para orientar quanto a destinação final desses efluentes, mas principalmente no seu transporte até o receptor, para o tratamento correto.

A consciência ambiental e a responsabilidade com os impactos sociais das empresas, deveriam se tornar uma prática padrão, inserida em seus conceitos e práticas. Já observamos uma mobilização das indústrias, em torno da preocupação com a produção sustentável e adequação dos seus métodos produtivos, a fim de reduzir os impactos sociais mas, ainda é um pequeno passo, frente ao cenário ambiental atual.

Com a Transresind, você transporta o resíduo gerado pela sua indústria em segurança. A Transresind dispõe de veículos licenciados e específicos para o seu tipo de resíduo, seja ele sólido ou líquido (classes l e ll), oferecendo soluções completas  e práticas para a sua necessidade.

Caminhão para coleta de efluentes líquidos perigosos gerados pelas Indústrias Galvânicas

Modelo de caminhão da Transresind para coleta de efluentes líquidos perigosos.

Nos acompanhe também pelo Instagram. Clique aqui!

Deixe um comentário